link rel=alternate type=application/rss+xml title=RSS-Feed href=http://www.sindicatocp.org.br/index.php?id=10type=100 /

Login

Informe seu login e senha para acessar a área restrita:

Login:
Senha:
 
Data: 23.09.2019 10:11
Categoria: Itaú

Sindicatos e Itaú discutem remuneração e emprego


A Comissão de Organização dos Empregados (COE) e representantes do Itaú Unibanco retomaram no dia 18 deste mês de setembro o debate sobre remuneração e emprego iniciado no último dia 28 de agosto. Após apresentação de pesquisa (clique aqui) realizada entre os funcionários sobre os programas Score de Qualidade de Venda (SQV) e o Ação Gerencial Itaú para Resultado (Agir), pela COE, decidiu-se criar um Grupo de Trabalho (GT) sobre remuneração.

A pesquisa aponta que o SQV, lançado pelo Itaú Unibanco para avaliar o comportamento das vendas realizadas pelos bancários, tem resultado em adoecimento (estresse, depressão). No que se refere ao Agir, os funcionários avaliam como injusto porque estabelece metas inalcançáveis, em vários momentos.

Emprego

O Itaú apresentou os números atuais de funcionários, por faixa etária e por áreas de atuação, e os números de admissão em 2018 e de desligamento desde o ano passado. Os dados serão repassados ao Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) para elaborar um estudo, a ser debatido na próxima reunião, que deve acontecer entre os dias 16 e 17 de outubro deste ano. Os dirigentes sindicais destacaram que o números de demissões neste ano, cerca de 8 mil, é alarmante. O banco se comprometeu em apresentar o número atualizado de admissão em 2019 e o número de funcionários por raça e gênero. E mais: o número de agências fechadas e mudanças de nomenclaturas e funções dos cargos nas áreas operacional e comercial.

Foto: Reunião entre a COE e Itaú, realizada no dia 28 de agosto de 2019

Fonte: Contraf-CUT


Imprimir       Enviar por email

Comentários

Sem comentários


Adicionar comentário

* - campo obrigatório

*




Imagem CAPTCHA para prevenção de SPAM
Se você não conseguir ler a palavra, clique aqui.
*
*