link rel=alternate type=application/rss+xml title=RSS-Feed href=http://www.sindicatocp.org.br/index.php?id=10type=100 /

Login

Informe seu login e senha para acessar a área restrita:

Login:
Senha:
 
Data: 03.09.2019 11:02
Categoria: BB

Entidades sindicais e funcionários do BB defendem a Cassi em ato na capital paulista


No Dia Nacional de Luta em Defesa da Cassi, hoje (22 de agosto), entidades sindicais e funcionários do Banco do Brasil participaram da manifestação realizada em frente à Torre Matarazzo na Avenida Paulista, em São Paulo, que reúne o escritório da presidência do banco e diversas diretorias, no período das 10h às 13h.

Coordenado pela Contraf-CUT e pela Comissão de Empresa dos Funcionários, em conjunto com a Federação dos Bancários de SP e MS (FEEB) e Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito de SP (Fetec), o Dia de Luta foi aprovado no 30º Congresso Nacional dos Funcionários, realizado nos dias 1º e 2 deste mês de agosto, em São Paulo. O ato contou com a participação de sete diretores do Sindicato: Cida, Elisa, Divino, Eduardo, Linda, Lilian e Marcos Eduardo.

Além de protestar contra os ataques à Caixa de Assistência dos Funcionários – entre eles, intervenção da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e ameaça de privatização por parte do governo federal -, os participantes da manifestação condenaram os aumentos arbitrários da coparticipação. Inclusive, em abaixo-assinado que circula nos locais de trabalho, a ser encaminhado às presidências da Cassi e do Conselho Deliberativo, é reivindicada a imediata abertura de negociação sobre a citada coparticipação.

E mais: as entidades sindicais e funcionários querem que o BB volte a negociar um novo plano de custeio para a Cassi; a primeira proposta foi rejeitada em outubro de 2018; a segunda não atingiu o quórum de 2/3 dos votos, em maio deste ano.

Fotos: Júlio César Costa


Imprimir       Enviar por email

Comentários

Sem comentários


Adicionar comentário

* - campo obrigatório

*




Imagem CAPTCHA para prevenção de SPAM
Se você não conseguir ler a palavra, clique aqui.
*
*